Ex-Namorado de Dilma envolvido em protestos contra Bolsonaro em Nova York

Grupos de ativistas ligados ao movimento LGBT começaram uma série de manifestações contra a homenagem ao presidente do Brasil Jair Bolsonaro receberá em Nova York.
Bolsonaro, junto ao secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo, será homenageado pela Câmara de Comércio Brasil-EUA como “personalidade do ano”.
Os manifestantes querem constranger o hotel Marriott Marquis para não receber o evento, marcado para o próximo dia 14.
O professor americano James Green, um anti-bolsonaro assíduo, declarou o seguinte:

“O que queremos é constranger o hotel a não receber o evento, bem como pressionar os patrocinadores e participantes desta premiação”.

Green ficou conhecido como o ‘namorado da Dilma’, após ser flagrado passeando por Nova Iorque com a ex-presidente.
Eles se aproximaram quando a petista ainda estava na presidência,  na época o professor escrevia um livro sobre um militante de esquerda que participou da luta armada durante o regime militar brasileiro.

Green tem espalhado nos EUA que Bolsonaro um presidente muito pior que Donald Trump.
Definitivamente: Green é mais um pelego comunista.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Manifestante é preso com faca em protesto contra Bolsonaro